Regulamento Circuito CVV 2021 - Notícias - Bis Vídeo - Vaquejadas

NOTÍCIAS

Regulamento Circuito CVV 2021

Regulamento Circuito CVV 2021

CVV – CIRCUITO VELOZO DE VAQUEJADA

 

REGULAMENTO 2021 DO PRIMEIRO CIRCUITO BRASILEIRO DE VAQUEJADA COM AVALIAÇÃO DO COMPETIDOR, POR  ÍNDICE  TÉCNICO.

 

Seção I.

CONCEITOS BÁSICOS.

 

Art. 1º. Este  Regulamento  dispõe sobre  as  regras  do Circuito Velozo de Vaquejada (CVV), estabelecendo  normas  para  realização  do Circuito, além   de   definir   procedimentos   e   estabelecer   diretrizes   garantidoras   para avaliação do competidor, considerando o índice técnico.

I.  O Circuito Velozo de Vaquejada – CVV- irá avaliar o competidor pelo índice técnico, para definir em que categoria o mesmo irá competir, quer seja por somas ganhas quer seja por nível técnico.

II. Entende-se por Índice Técnico, o resultado e/ou o desempenho do atleta durante uma competição, que determina a melhor performance.

III. Aplica-se à vaquejada, o nível técnico do vaqueiro na derrubada do boi, determinado por  seus resultados em competições.

Parágrafo Único: O presente circuito, pioneiro no Brasil, por Índice Técnico, tem como objetivo igualar a competição, através da seleção das categorias, dos seus competidores pelo seu nível técnico. Tudo isso, para que todos os competidores possam competir com proporcionalidade aos demais, da sua categoria, e evitar injustiças e desigualdades entre competidores.

Seção II.

DAS CATEGORIAS:

Art. 2º. Série C: é a categoria de menor índice técnico, competidores com menos habilidade na derrubada dos bois, iniciantes ou vaqueiros com baixa performance, correspondente ao nível técnico do Aspirante da vaquejada tradicional. Pode competir qualquer vaqueiro que se encaixe nesta categoria, podendo ser patrocinado ou não. O que vai determinar é o nível técnico, previamente avaliado e decidido pela comissão organizadora. Os Competidores da Série C que atingirem 85 pontos, durante o ano, sem os pontos da assiduidade, subirão automaticamente para a Série B. Os 05 (cinco) vaqueiros da série B, com menor pontuação, que foram para todas as etapas, serão rebaixados para a Série C. Vaqueiros da Série C com 50 anos, não subirão  de  categoria mesmo  ficando entre os 5 primeiros colocados.

Art. 3º. Série B: é a categoria de competidores com nível técnico correspondente ao nível técnico do Amador da vaquejada tradicional, podendo competir quem se encaixe neste nível, mesmo que seja patrocinado. Os Competidores da Série B que atingirem 100 pontos durante o ano, sem os pontos de assiduidade, subirão automaticamente para Série A. Os 5 vaqueiros da série B, com menor pontuação, que foram para todas as etapas, serão rebaixados para a Série C. Os vaqueiros da Série B com 50 anos, não subirão de categoria, mesmo ficando entre os 5 primeiros colocados.

Art. 4º. Série A: é a categoria de competidores com melhor nível técnico, correspondente ao nível técnico dos profissionais da vaquejada tradicional. Os  5 vaqueiros da Série A, com menor pontuação e que foram para todas as etapas, serão rebaixados para a Série B.

Art. 5º. as categorias serão selecionadas neste primeiro ano do circuito, pela comissão organizadora e, daí para frente, a avaliação e classificação e/ou reclassificação do competidor será de acordo com o rendimento do índice de cada qual. Contudo, durante o decorrer do ano do circuito, poderá ocorrer ascensão e rebaixamento, correspondente ao índice técnico do competidor, considerando que a Comissão irá avaliar o mesmo, durante todo o decorrer do Circuito.

Seção III.

DAS PREMIAÇÕES:

Art. 6º. As premiações dar-se-ão por categoria, na seguinte forma:

I- Série C: R$ 15.000,00

Antecipadas

R$  300,00 por  senha com o boi  de TV;

Mais taxa da ABVAQ  e taxa do site;

No máximo 4 senhas.

3 bois para bater a senha.

 

 Na secretaria

R$ 400,00 por senha, sem o boi de TV;

Boi de TV R$ 100,00

 

 

II- Série B: R$ 15.000,00

Antecipadas

R$  300,00 por  senha com o boi  de TV;

Mais taxa da ABVAQ  e taxa do site;

No máximo 4 senhas.

4 bois para bater a senha.

 

 Na secretaria

R$ 400,00 por senha, sem o boi de TV;

Boi de TV R$ 100,00

 

III- Série A: R$ 15.000,00

Antecipadas

R$  300,00 por  senha com o boi  de TV;

Mais taxa da ABVAQ  e taxa do site;

No máximo 4 senhas.

4 bois para bater a senha.

 

 Na secretaria

R$ 400,00 por senha, sem o boi de TV;

Boi de TV R$ 100,00

§1º.  A senha é do competidor  e não do cavalo, podendo haver troca de animal, caso se faça necessário, bem como correr em animais diferentes em cada senha.

§2º. O competidor que fizer senha na categoria que não a sua, visando vantagem própria, será relocado para sua categoria de origem, caso não concorde, será desclassificado da prova, sendo restituído o valor investido. Contudo, será abatido o valor referente às taxas e mais uma multa de  50%.

 

§3º. Derby: R$ 5.000,00 em prêmio. Regra oficial da ABQM, com pontuação dos animais.

Valor da senha: R$ 500,00 com boi de TV incluso.

4 bois para bater a senha.

§4º. O rodízio será composto de 10 senhas, sem encaixe e sem senha especial.

§5º. A classificação do Derby será na quinta feira a partir das 8:00 da manhã até a conclusão do número de senhas. Disputa à partir das 18:00 horas da quinta feira.

§6º. O número de senhas será limitadas 600 a 750 senhas de acordo com a escolha do promotor do evento.

§7º. A Classificação do Série A e Derby serão separadas das Séries B e C.

 

 

 

 

 

 

DA PREMIAÇÃO FINAL

Art. 7º. O competidor de cada Série, que for Campeão por pontos corridos, receberá uma premiação de R$ 1.000,00;

Parágrafo Único: Em cada Série os 10 melhores colocados disputarão uma Moto Zero KM.

Seção IV.

DA PONTUAÇÃO:

Art. 8º. O competidor será pontuado, na seguinte forma:

Participação = 2 pontos Batida de senha = 8 pontos

Assiduidade = 25 pontos extras para quem foi em todas as etapas. Classificação:

Primeiro lugar = 25 pontos; Segundo lugar = 15 pontos; Terceiro lugar = 10 pontos;

Quarto lugar ao Décimo lugar = 5 pontos.

Parágrafo único Em caso  de  racha os pontos serão divididos iguais pela quantidade de competidores envolvidos no racha. A título de exemplo: um racha do primeiro lugar por 3 competidores, soma-se o valor total das 3 pontuações e divide pelos 3 competidores.

 

Seção V.

DAS CLASSIFICAÇÕES:

Art. 9º. Será observado, para efeito de classificação, o mínimo de 5 e máximo de 10.

 

 

 

Seção VI.

DAS REGRAS DA VAQUEJADA:

Art. 10º. O presente Circuito será regido, nas hipóteses em que não dispõe o presente Regulamento, pelas regras da ABVAQ e da ABQM.

Seção VII.

DAS ETAPAS:

Art. 11. O circuito anual será de seis etapas, sendo cinco para definir o campeonato e, a sexta, será a final e a primeira do ano seguinte.

 

Seção VIII.

DOS JUÍZES:

 

Art. 12. O Juiz de Vaquejada, contratado para trabalhar no circuito, julgando a competição, não será permitido competir, visando, assim, evitar qualquer dúvida quanto ao seu favorecimento na prova.

Seção IX.

DOS MENORES DE IDADE:

Art. 13. O menor de idade, só poderá competir mediante autorização dos pais ou responsável legal, com documento comprobatório idôneo. O competidor menor  de idade que obter Indice Técnico de uma Série superior, somente subirá de categoria, após completar os 16 anos de idade, com objetivo de proteger a sua integridade física.

Seção X.

DOS COMPETIDORES:

Art. 14. O competidor que usar de artifícios e manobras, para tentar burlar o critério de Índice Técnico, para não subir de Série, será julgado pela comissão e colocado na sua devida Série. O competidor que agredir, física ou verbalmente, funcionários e/ou membros da comissão, lhes faltando com urbanidade ou com devido respeito, será punido com suspensão da próxima etapa subsequente ao do fato e/ou suspenso do circuito, a depender da gravidade do ato, que será decido pela Comissão.

 

 

Seção XI.

DO RANKING DOS CAVALOS:

 

Art.  15.   Os proprietários interessados em pontuar no Ranking do Circuito seus cavalos de puxada e/ou de esteira, deverão fazer as isncrições dos seus animais, mediante o pagamento da quantia de R$ 100,00 (Cem reais), por animal. Deverá ser informado no ato da inscrição em qual Série o cavalo vai ser rankiado. A premiação será de 70% do arrecadado em cada categoria animal, bem como um troféu de Campeão do Ranking do Circuito.

 

Seção XII.

DA COMISSÃO ORGANIZADORA:

Art. 16. A Comissão é soberana, podendo alterar o regulamento, caso seja necessário, a qualquer tempo, para o bom andamento do circuito.

Art. 17. A Comissão é soberana, podendo avaliar e/ou reavaliar o índice técnico do competidor a qualquer tempo, quer seja durante o decorrer do ano quer seja no ano seguinte, para definir e/ou redefinir sua categoria. Na hipótese de reavaliação do índice técnico, durante o decorrer do ano, a Comissão irá observar, criteriosamente, se o competidor agiu de boa fé, para que seus pontos sejam aproveitados para a categoria que o mesmo for realocado. Entretanto, caso a Comissão decida que houve má fé do competidor, o mesmo será transferido de categoria, sem aproveitamento dos pontos já ganhos. Tal decisão é Suprema, considerando a Soberania da Comissão.

Art. 18. A Comissão irá julgar os casos omissos a este regulamento.

Feira de Santana, Bahia, 01 de dezembro de 2020. 

Nos acompanhe nas redes sociais